Como se tornar piloto do GRPAe da PMESP

Ser piloto de aeronave da Polícia Militar de São Paulo não é uma tarefa fácil. O processo de seleção de pilotos ocorre de forma semelhante nas demais Polícias Militares, Polícias Civis, Corpos de Bombeiros Militares, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

Polícia Militar de São PauloCada Polícia e Corpo de Bombeiros segue critérios próprios, conforme suas necessidades, entretanto, para todas, o concurso público é uma condição, assim, para se tornar um piloto dessas Polícias e Corpos de Bombeiros é necessário prestar um concurso, se tornar um policial ou um bombeiro militar, ser selecionado internamente e realizar os cursos de piloto, através de escolas próprias, homologadas pela ANAC, ou através de escolas contratadas pelo Estado, através de licitação.

Como regra geral nas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares para ser piloto de aeronave é requisito ser Oficial, entretanto, essa regra pode alterar, conforme a Instituição (Polícia Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal, e Corpo de Bombeiros Militar), pois existem pilotos, e não são poucos, Praças, Investigadores e Agentes, inclusive a existência do cargo de piloto policial no Estado do Rio de Janeiro.

Essa regra é mais rígida nas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, pois, embora haja pilotos que sejam Praças, a seleção interna feita por essas Instituições, requer como condição ser Oficial. Importante dizer que na seleção concorrem homens e mulheres, não havendo distinção entre ambos, pois já existem mulheres que pilotam aeronaves policiais no Brasil. Esse é um espaço que vem sendo conquistado por elas.

Um exemplo: Como se tornar um piloto da Polícia Militar de São Paulo? Veja os requisitos.

1ª FASE: O Vestibular

Para ser piloto de helicóptero e/ou avião da Polícia Militar de São Paulo é necessário um longo caminho e ele se inicia por meio de concurso público de provas e títulos, desenvolvido pela Diretoria de Pessoal da Polícia Militar, sendo composto por 6 (seis) etapas:  1ª Etapa: Prova de Escolaridade, dividida em duas partes; 2ª Etapa: Prova de Condicionamento Físico; 3ª Etapa: Exames de Saúde; 4ª Etapa: Exames Psicológicos; 5ª Etapa: Investigação Social; 6ª Etapa: Análise de Documentos e Títulos, o candidato passará a ser Aluno Oficial do Curso de Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública (BCPSOP), que é de nível superior. O curso tem duração de quatro anos e é feito na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, na Zona Norte de São Paulo. Para ingressar, os candidatos devem ter ensino médio completo.

2ª FASE: Requisitos para seleção dos Oficiais

Experiência
Após ter concluído o Curso de Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública será declarado Aspirante a Oficial, após esse período, será promovido a 2º Tenente. Para poder se inscrever no concurso de seleção deverá estar inserido, dentre outros, nos seguintes requisitos:

- ser 2º Tenente ou 1º Tenente do quadro de oficias masculino ou feminino;
– ter concluído o BCPSOP há, no mínimo 02 (dois) anos e, ter no máximo, 13 (treze) anos de serviço;
– estar no efetivo exercício de suas funções Policiais Militares, em condições de saúde, disciplinar, desempenho,  etc.

Seleção para piloto
O processo seletivo dura de três a quatro meses e é composto de exames de aptidão física (subida na corda, teste abdominal e corrida), provas de habilidades específicas (natação e transposição de pórtico), exames psicológicos (etapa individual, coletiva e avaliada) e médico, além de entrevista avaliada com pilotos e psicólogos (Comissão Examinadora).

Escola de Aviação
Após ser aprovado, o oficial frequentará dois meses de aulas teóricas na escola de aviação do GRPAe da PMESP. Depois das aulas teóricas, prestam a banca da ANAC para licença de piloto privado de helicóptero. Com a aprovação na prova teórica e do exame médico no Hospital da Aeronáutica em São Paulo, iniciam a instrução básica de voo no helicóptero. Essa formação básica dura, em média, de dois a três meses. Finda a instrução básica de voo (30 a 35 horas) o aluno será avaliado e, se aprovado no seu “voo de cheque”, recebe a licença de piloto privado de helicóptero. A partir dai inicia sua longa caminhada até chegar a comandante de aeronave e instrutor de voo.

Adaptação ao voo policial
A fase de adaptação pode durar até cinco anos. Os pilotos tripulam as aeronaves como co-pilotos, voando com todos os comandantes, acumulando experiência nas ocorrências policiais, de resgate aeromédico, salvamentos, etc. Durante esse percurso o piloto faz o Curso de Piloto Comercial de Helicóptero, realizado na escola de avição da PMESP e, se aprovado na banca da ANAC, faz seu “voo de cheque” e recebe a licença de Piloto Comercial de Helicóptero.

Desta feita, como PCH, ao alcançar cerca de 500 horas de voo estará apto a iniciar o curso avançado de voo, onde aprenderá a operar todos os equipamentos do helicóptero e gerenciar missões especiais, como pousos em áreas restritas, salvamento marítimo e lacustre, incêndio florestal, voos policiais noturnos, emergências, panes, etc, além de ser avaliada sua maturidade no comando da aeronave em virtude da complexidade da operação e do risco inerente à atividade.

Comandante
Após o curso avançado, o piloto é submetido a uma sequência de voos avaliados, tanto na missões policiais como de resgate aeromédico. Terminando todos os voos avaliados, esse piloto será submetido ao Conselho de Voo, formado por pilotos mais experientes e, se aprovado, recebe a promoção de co-piloto a comandante de aeronave.

A caminhada para ser um comandante de aeronave é longa, mas extremamente gratificante. Para ser basta começar. Acredite nos seus sonhos, pois o meu se realizou.


Comentários Para "Como se tornar piloto do GRPAe da PMESP"

  • LUIS disse: outubro 24, 2010 às 07:52 pm
    Acho que no Brasil deveria ser como nos Estados Unidos da America Europa e Canadá. Basta apenas ser Policial acho muita descriminaçao pois temos Pilotos Policiais Agentes na Policia civil e na PRF não precisa ser inspetor e na Policia Militar já tem vários Pilotos Sargentos ou em curso pago pelo próprio bolso ! Com certeza o importante é ser Policial e ser bom Piloto dedicado ser profissional !
  • ELIAS MELO disse: outubro 25, 2010 às 02:56 pm
    ESTES PENSAMENTO ARCAICOS E PRIMITIVOS DE QUE SOMENTE OFICIAIS PODEM CANDIDATAR-SE AO CARGO DE PILOTOS DE AERONAVES NÃO PODE MAIS FAZER PARTE DE UM SISTEMA DE SEGURANÇA PÚBLICA EMERGENTE.INFELIZMENTE AS PORTARIAS SÃO BAIXADAS POR ELES(OFICIAIS) COMO MANEIRA DE AUTO-PROTEÇÃO PARA EVITAR A TÃO TEMIDA “CONCORRÊNCIA” E ASSIM CONTINUAR COM ESSA “DITADURA MAQUEADA” DE UM FALSO CUIDADO PELA GESTÃO PÚBLICA EM PENSAR QUE SOMENTE OFICIAIS NASCERAM COM A ESTRELA DA RESPONSABILIDADE. SGT FALCÃO NEGRO GTA/MARANHÃO
  • ELIAS MELO disse: outubro 25, 2010 às 03:09 pm
    CLARO QUE RECONHEÇO O PROFISSIONALISMO DE TODOS OS MEUS AMIGOS OFICIAIS QUE SÃO PILOTOS ASSIM COMO SEI QUE ALGUNS CONCORDAM COMIGO, MAS NÃO POSSO SIMPLESMENTE CONCORDAR QUE UM TRIPULANTE OPERACIONAL QUE EXERCE VÁRIAS FUNÇÕES E BEM COMPLEXAS À BORDO E FORA DA AERONAVE NÃO POSSA TER A OPORTUNIDADE DE SENTAR NO BANCO DA FRENTE E ASSUMIR O COMANDO DE UMA AERONAVE ÚNICO E EXCLUSIVAMENTE POR SER PRAÇA.NÃO TEM COMO ACEITAR QUE O EM OPERAÇÕES COMPLEXAS COMO "POUSOS EM ÁREAS RESTRITAS COM AERONVAVES DE ASAS ROTATIVAS" O COMANDANTE DA AERONAVE CONFIA QUASE QUE CEGAMENTE NO TRIPULANTE DEIXANDO SOBRE ELE UMA IMENSA RESPONDABILIDADE NO POUSO E QUE ESTE MESMO TRIPULANTE É DISCRIMINADO QUANDO MANIFESTA SEU DESEJO EM SER PILOTO, PARA SER TRIPULANTE TUDO BEM AGORA PRA SER PILOTO NAUM ? COM TODO RESPEITO AOS SENHORES OFICIAIS QUE AINDA TÊM ESTE PENSAMENTO GOSTARÍA DE INFORMAR QUE A AVIAÇÃO CIVIL ESTÁ EM ASCENSÃO E TEM ESPAÇO PARA TODOS. SGT FALCÃO NEGRO GTA/MARANHÃO
  • JULIANO disse: outubro 25, 2010 às 04:21 pm
    Concordo com o Elias tem que haver oportunidades para todos, afinal competência não se discute... Conheço excelentes pilotos que não tiveram oportunidade devido ao "sistema" e hoje disponibilizam sua capacidade, experiência, perícia na pilotagem para empresas privadas, quem perde são as instituições públicas.
  • Don do Ar disse: outubro 25, 2010 às 04:58 pm
    Na verdade NÃO se está dizendo que os praças não podem assumir a função de pilotos em virtude de incompetência. Todos sabemos que existem oficiais e delegados competentes e incompetentes, praças e agentes de polícia competentes e incompetentes. Mas quando se fala em instituição pública existem regras/normas (que podem até ser arcaicas) para normatizar as diversas funções exercidas pelo Poder Público, no Poder Judiciário existem muitos serventuários da justiça (formados em direito) que são muito mais competentes que juízes togados, inclusive estes se utilizam do conhecimento jurídico de muitos analistas judiciários para dar seus despachos, mas pode um analista judiciário sentenciar? A resposta é não. Existem muitos enfermeiros que sabem muito mais que médicos, mas sem a devida prescrição médica o enfermeiro não pode nem aplicar um medicamento no paciente, e o mesmo ocorre com técnicos de enfermagem que não podem assumir as funções e responsabilidades de um enfermeiro formado. Assim como o escrivão, mesmo formado em direito, não pode assinar um flagrante, sendo responsabilidade do delegado. Enfim, o Poder Público precisa determinar de que forma as atividades humanas devem ser desempenhadas, e infelizmente em virtude destas normatizações, da hieraquia e disciplina, da ascendência funcional e de outros aspectos as organizações policiais fardadas definem que oficais sejam pilotos. E por isso a sociedade brasileira precisa lutar para que os concursos públicos sejam transparentes e que as "peixadas" não aconteçam. Sou sgt de Polícia e sei o meu lugar, não quero passar por cima de ninguém que esteja acima de mim e não quero que ninguém abaixo acabe por tomar as responsabilidades inerentes ao meu cargo. Todavia, invisto na educação de meus filhos para que eles possam chegar, caso queiram, mais longe que eu e se quiserem e Deus assim permitir serão pilotos policiais. Sgt PM Antigo, responsável e honesto.
  • Aguia Policial disse: outubro 25, 2010 às 06:01 pm
    Com certeza a aviação civil está em franca expansão e estes profissionais podem e devem ser aproveitados. Vcs conhecem o Cmte Alberto da EDRA Aeronáutica, ele era Policial Civil em SP e como lá o cargo de piloto é exclusivo para Delegados de Polícia, após formar PCH ele saiu da Polícia e foi trabalhar na EDRA aeronáutica e hj, com certeza, ele vive muito melhor do que se tivesse ficado na Polícia Civil. Todos podem e devem correr atrás de seus sonhos, não desistam, a aviação é para todos, com certeza tem lugar pra todo mundo. Entretanto, não podemos imaginar que apenas a função de pilot é importante e essencial, sem bons mecânicos a aviação para, sem bons tripulantes a aviação para, sem despachantes a aviação para. Se todos quiserem ser pilotos ninguém vai voar.
  • CAP PMPE ROMILDO disse: outubro 25, 2010 às 07:05 pm
    NÃO FAÇAMOS DESSE MOMENTO, UM POÇO PARA DESPEJARMOS NOSSO RECALQUES E FRUSTAÇÕES. CADA ESTADO E CADA CORPORAÇÃO, CRIA SUAS NORMAS E REGRAS, E CABE A NÓS AS CUMPRIRMOS, SE ASSIM DESEJARMOS PERMANECER NELA. COMO TODA ATIVIDADE AÉREA, A AVIAÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE DEFESA CIVIL, EM VIRTUDE DE SUAS PECULIARIDADES, TEM EXIGÊNCIAS RÍGIDAS QUANTO AO INGRESSO DE SEUS INTEGRANTES, ALIADO AO FATO DE QUE PRECISA-SE UM POUCO DE ESTUDO PARA PASSAR NAS BANCAS DA ANAC. AOS QUE NÃO SE ENQUADRAM NAS EXIGÊNCIAS DE QUALQUER EDITAL, MEU CONSELHO É QUE NÃO SE DEIXEM ABATER POR ISSO, E "JAMAIS" ABANDONEM SEUS SONHOS, POIS SE FOR PLANO DE DEUS, NO TEMPO D'ELE, VOCÊ SE TORNARÁ: PILOTO - MECÂNICO - OPERADOR AÉREO. FIQUEM COM DEUS. CAP PMPE ROMILDO - ASP92.
  • LUIS disse: outubro 25, 2010 às 08:47 pm
    CARO AMIGO CAP ROMILDO HOJE EXISTEM VARIOS PRAÇAS FORMADOS EM DIREITO E COM POS~GRADUAÇÃO ASSIM COMO AGENTES DA POLICIA CIVIL O SISTEMA NORTE AMERICANO POLICIAL PARA MIN E MELHOR DO MUNDO POIS NÃO TEM DISCRIMINAÇÃO ! SRS CONFUNDEM HIERARQUIA COM COMPETENCIA TEM ESPAÇO PARA TODOS APROVEITEIM HOMENS QUALIFICADOS DE SUAS POLICIAS !
    • Eduardo Beni disse: outubro 25, 2010 às 09:17 pm
      Caro Sr Luis, bem interessante sua colocação quanto ao sistema americano ser o "melhor do mundo" no quesito Aviação Policial. Assim, abrimos o espaço para que produza um artigo científico sobre o tema e publicaremos no site Piloto Policial, afinal tenho certeza que é conhecedor do assunto e trará subsídios importantes para o estudo que se inicia para uma nova regulamentação da Aviação de Segurança Pública no Brasil. Lembre que, além das questões jurídicas, se puder, aborde também as questões culturais e históricas que influenciaram a criação, organização e emprego das aeronaves nas atividades policiais desse país, além, é claro, de outras questões que julgar oportunas. Atenciosamente Eduardo Beni Administrador do site Piloto Policial
  • baracho disse: outubro 25, 2010 às 09:57 pm
    Vale lembrar que não se trata de concorrência, ou como absurdamente disseram, "ditadura". É preciso entender que os critérios existem. Não podemos fazer com que as coisas sejam do nosso jeito. Se vc quer ser piloto e o sistema definiu que é uma função para oficiais, vai estudar, fazer uma academia de polícia e se formar oficial, para depois querer ser piloto. No caso da PM de SP não há limite de idade para ingressar no Barro Branco, se o candidato já for policial militar. Também temos oficiais pilotos que foram praças anteriormente. Então estude e pare de reclamar da vida.
  • baracho disse: outubro 25, 2010 às 10:09 pm
    Quem disse que a responsabilidade de um pouso em área restrita é do tripulante operacional????????????? Provavelmente precisa rever seus conceitos, pois, essa responsabilidade é do comandante da aeronave, indelegável....sendo assim, o tripulante auxilia o piloto da aeronave nessa situação. Isso está bem definido na legislação em vigor.
  • baracho disse: outubro 25, 2010 às 10:14 pm
    O rapaz que vai fazer o trabalho científico sobre o melhor sitema policial do mundo (nos EUA), aproveita e faz também sobre a ausência de discriminação naquele país, mas faz bem feito para que eu possa entender o porquê de tantas guerras e protestos internos
  • baracho disse: outubro 25, 2010 às 10:21 pm
    E aí Falcão Negro! As portaria deviam ser baixadas por quem???? Você???? Quem é que assina a planta de um prédio....o pedreiro ou o engenheiro??????? Quem é que comanda a tropa???? O general ou o soldado??????? Vc faz consulta com o médico ou serve o técnico de enfermagem????????? Vc tá meio recalcado!!!!!!!!!!!
    • Eduardo Beni disse: outubro 25, 2010 às 10:57 pm
      Srs, esse artigo foi produzido com o intuito de esclarecer as pessoas que mandam dezenas de e-mails ao piloto policial sobre como ser piloto da AvSegPub, desde pessoas com mais de 40 anos de idade até adolescentes e crianças que sonham com essa profissão, eis alguns e-mails: - "Eu quero ser piloto de helicoptero do corpo de bombeiros aonde eu devo provar, no corpo de bombeiros mesmo ?" - "Tenho uma dúvida e espero que possam me ajudar, sou piloto comercial de helicópteros mas estou fora da ativa a algum tempo, a questao é, como piloto civil posso entrar na policia? Se sim, o que devo fazer? Completo 33 anos esse ano." - "Sou piloto civíl e trabalho como comandante de 737-300 em uma empresa comercial. Possuo 6.000 horas de voo todas em aeronaves a jato de grande porte. Tenho muita vontade de ingressar na aviação da policia, dessa forma gostaria de saber se poderia receber as informações necessárias de como devo proceder." - "Eu queria saber como é a formação de piloto policial de avião já sendo piloto comercial." - "Muito boa tarde, moro em Promissão interior de SP sou casado e tenho 25 anos de idade, gostaria de saber se tem alguma possibilidade de ser tonar piloto da PM ou da Força Nacional,a algum tempo atrás eu chegue fazer um curso de PPH e também cheguei fazer a prova teórica pela ANAC, e passei em uma única matéria (Motores) mas acabei desistindo,devido a alto custo das horas de vôo." - "Olá, tenho 19 anos, sou acadêmico de ciências aeronáuticas da PUC-GO, Piloto Privado de Avião, gostaria de informações de como ingressar como Piloto de Helicóptero da PM, já busquei varias informações sobre essa área, mas ate então nenhuma esclarecedora, gostaria de saber se já tem que ter as carteiras de PPH, PCH, como funciona se e por meio de concurso publico, quando haverá um próximo concurso." - "Estou pensando em realizar o curso de pilotagem para helicoptero, mas gostaria de saber como posso fazer para ser piloto da policia militar ou outras policias." - "Eu não sou policial militar e nem civil, porém estou terminando meu curso superior em Direito e tenho 47 anos. Adoro helicopteros e adimiro demais o trabalho dos serviços aéro táticos das policias civil e militar. Gostaria muito de saber , se ainda posso pilotar o" Pelicano", já que os Aguias devido minha idade não poderei mais.Qual é o caminho para eu seguir carreira na policia civil e chegar até meu sonho, que é ser piloto da policia? Será que ainda posso ?????" - "Gostaria de saber se a polícia fornece curso para piloto de helicóptero, se há alguma prova." ENTENDERAM O MOTIVO DO ARTIGO? PESSOAS TÊM DÚVIDAS E SONHOS, NÃO TRANSFORMEM ESSE ESPAÇO EM LAMENTAÇÕES. CONSTRUAM! ALIMENTEM OS SONHOS.... Atenciosamente Eduardo Beni Administrador do Site Piloto Policial
  • LUIS disse: outubro 25, 2010 às 10:28 pm
    Vou dar site para Amigos www.alea.org mais de 3000 mil aeronaves policiais e bombeiros e salvamento nos U.S.A olhem e bem interessante abraços aos amigos !
  • baracho disse: outubro 25, 2010 às 10:30 pm
    Tinha alguém que dizia: "A VIDA É PARA QUEM TOPA QUALQUER PARADA E NÃO PARA QUEM PARA EM QUALQUER TOPADA" Somente quando assumimos que o problema está com a gente e não com os outros....conseguimos seguir em frente.
  • LUIS disse: outubro 25, 2010 às 11:04 pm
    Parabens Eduardo Beni pelo Site piloto policial acho temos GRANDES PROFISSIONAIS NA AVIAÇÃO POLICIAL EM TODO BRASIL ABRAÇOS !
  • CAP PMPE ROMILDO disse: outubro 26, 2010 às 06:42 am
    BENI, FORAM MUITO ESCLARECEDORAS SUAS COLOCAÇÕES ACERCA DO INGRESSO NO GRPAe/PMESP. ESTE SITE TEM SIDO UMA BENÇÃO PARA TODA COMUNIDADE AERONÁUTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE DEFESA CIVIL, POIS LEVA A TODOS SEUS INTEGRANTES INFORMAÇÕES, RELATOS, ARTIGOS, CURIOSIDADES, REGISTROS, ENFIM, TODO E QUALQUER TIPO DE INFORMAÇÃO REFERENTE A NOSSO SERVIÇO. CONTINUE FIRME NESSE PROPÓSITO, MOMENTO EM QUE DEIXO AQUÍ MEU AGRADECIMENTO. CAP PMPE ROMILDO - ASP92.
  • Cap BM Michel disse: outubro 26, 2010 às 08:40 am
    Este é um tema muito polêmico e discutido desde que comecei minha carreira na aviação em 2001. Quando comecei a fazer meu PPA, nem existia avião no CBMERJ, havia só uma promessa que eu acreditei e depositei todas as minhas fichas ($$$). Muitos colegas não acreditaram e não fizeram por onde, e dizem hoje que eu tive "sorte". Mas eu gostaria, antes de apresentar minha opinião, de contar minha história um pouco antes de 2001. Em verdade eu sempre fui apaixonado pela aviação, como a maioria aqui, desde pequeno. Quando chegou a hora de optar o que faria da vida, eu sabia apenas que queira ser militar e piloto. Mas, antes de fazer o concurso pra AFA, fiz um exame médico que já apontava que meus 0,25 de astigmatismo, apenas no olho direito, já seriam suficientes para cancelar meu sonho de ser piloto da FAB. Não fiquei reclamando da vida e nem entrando na justiça por isso, pois regras são regras. Como eu queria muito estar ao lado dos aviões, resolvi fazer pra Cadete da Infantaria. Em menos de um ano eu descobri que seria infeliz e recalcado em passar 30 anos ao lado dos aviões sem poder ser piloto. Eu estudava o checklist do T-25 com os colegas e ficava babando com o ronco dos motores. O que eu fiz? Não fiquei reclamando da vida e nem querendo me fazer de vítima, pedi pra sair e ir a outro local onde pudesse realizar meu sonho. Fiz então concurso para a Academia do CBMERJ, pois sabia que como Oficial eu poderia ter a chance de me tornar piloto. Então senhores, façam como eu fiz: se desejam ter uma coisa, não se escondam de si mesmos covardemente como vítimas da sociedade, da "ditadura", dos Oficiais, etc. Trabalhem e estudem e mostrem o seu valor. Todos aqui que querem ser pilotos, podem estudar e prestar concurso para uma Academia de Polícia ou Bombeiro, estudar mais 3 a 4 anos, se aperfeiçoar e estudar mais um pouco para a seleção do curso de piloto. Ou qualquer um pode estudar, fazer um bom curso preparatório e prestar concurso para os Departamentos da Polícia Federal ou Rodoviária Federal. É fácil? Não! É mais fácil dizer que é perseguido ou preterido por ser Praça. Aqui eu reafirmo: eu hoje "estou" Oficial como qualquer um "está" Praça. Basta apenas desejar, estudar e mudar para a condição que lhes permita ser piloto! Como ou fiz! E eu seria Oficial na FAB, mas não piloto! Pedi pra sair e fiz o que tinha de fazer. Faço minhas as palavras do "Baracho" e do "Sgt Antigo": se alguém quer ser juiz, primeiro tem de se formar em Direito, depois tem de prestar concurso. Adianta um Bacharel ficar chorando no tribunal que não deixam ele sentar na cadeira do juiz e julgar? Adianta um enfermeiro ficar reclamando no hospital que não deixam ele fazer uma operação num paciente só porque ele é não é médico? A função de Comandante de Aeronave é uma função de comando. Pilotar uma aeronave não é apenas interagir com os sistemas de uma máquina, mas cumprir uma série de regulamentos de tráfego aéreo, comandar homens e mulheres de uma tripulação, determinar quando é possível ou não prosseguir com uma missão, informar ao alto Comando sobre as condições de uma operação podendo vir a até a comandá-la, e por aí vai. Todos aqui podem e devem realizar seus sonhos, basta fazer por onde! Sonhem menos e realizem mais, reclamem menos e trabalhem mais! Se eu consegui, todos também podem! Cap BM Michel - Piloto
  • Cap Ivan Massaro disse: outubro 26, 2010 às 10:15 am
    Srs. quem vê a árvore pode não estar vendo a floresta. Quem vê o Oficial Cmte de uma aeronave policial, fica admirado com o seu trabalho e imagina que é só segurar aqueles "pauzinhos" e sair voando. Coisa fácil. Ninguém está nesta função por que foi beneficiado por ser fulano ou ciclano. está lá pois fez por merecer. Afastou-se de seus familiares para estudar e se preparar para alçar vôos mais altos. A porta está aberta, o concurso está lá, basta se dedicar, e muito, que conseguirá alcançar seu objetivo. Quando decidi pela Academia, me internei uns 10 meses em casa e só saí para prestar o exame. Cinco anos na APMBB não foram moleza.Longe da família pois sou do interior. Depois, para ser Ofical do Bombeiro, mais meses de preparação para poder passar no exame de seleção. O Curso de Bombeiro Oficial durou uma e meio, com matérias "tranquilas" como Cálculo I e II, Resistência de Materiais e outras matérias que faziam o meu cérebro derreter por madrugadas adentro. Quando estava de volta a minha terra, Oficial do Bombeiro,casado, filha recém nascida, na melhor vida do mundo... Abriu o concurso para piloto policial. Era esta a oportunidade da minha vida, larguei todo o meu conforto, de novo, e parti para São Paulo. Mais cursos, mais viagens, mais dores de cabeça, etc... Hoje, sou Cmte de aeronave, do Águia, na minha cidade, perto da minha família. Enfim, tudo de bom... Daí chega um cara e diz: --Para o Senhor é fácil, o Senhor é Oficial! Fácil? Fácil? Então FAÇA!!! Boa sorte aos que seguem os seus sonhos... PARABÉNS aos que fizeram por merecê-los! Bons voos a todos, fiquem com Deus. Cap PMESP IVAN Cmt Anv
  • Lázaro disse: outubro 26, 2010 às 10:38 am
    Para relaxar...Amigo Ivan..Só não concordo com essa questão de:... é só segurar aqueles “pauzinhos” e sair voando.rs.rs.rs.. Lázaro
  • LUIS disse: outubro 26, 2010 às 10:38 am
    Calma pessoal não briguem ! A Policia Militar e os Bombeiros exigem que sejam Oficial para pilotar ! Já Policial civil ja tem agentes policiais pilotando ! Policia rodoviaria federal e Policia federal idem , mas temos que respeitar a instuição Policia Militar como um todo pois presta reelevantes serviços no Brasil em cada estado da Federaçao ! Concordo amigos o uníco jeito e estudar , mas tbm acho que existem espaços para todos uma Força Policial só e forte pois existem superiores e subalternos , os dois com certezam precisam um dos outros ! Forte abraço e fiquem com Deus !
    • Eduardo Beni disse: outubro 26, 2010 às 10:47 am
      Por questões óbvias, os comentários desse artigo foram bloquedos. Muito obrigado pela participação de todos.

Deixe um comentário

Não serão publicados comentários de autoria anônima.

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência