Medalhas da Vida

MARCUS VINICIUS BARACHO DE SOUSA
Capitão da Polícia Militar de São Paulo

Não tenha receio em ser um bom gestor! Mesmo quando as expressões a sua volta são negativas, vale a pena seguir em frente.

Ainda que suas boas idéias sejam copiadas e nem sempre receba os créditos, mesmo quando as ações são tomadas anos depois de seus alertas, como se surgissem hoje. Brotam as alegações de não terem sido avisados.

Nunca foi fácil orientar interesses individuais para uma única direção, favorecendo a todos, mantendo a sua motivação e de seus colaboradores. Nem sempre prevaleceu a escolha com base na competência, na dedicação e no comprometimento, mas continue firme nesse propósito.

O gestor atravessa sozinho o “Vale dos Aduladores”, hoje em dia fortalecidos pela tecnologia, nem precisam mais sair de suas salas, fazendo das redes sociais suas ferramentas da bajula, fofocas e incineração.

É o desafio do dia a dia, é se perguntar a todo o tempo se vale a pena acreditar, mas a resposta está dentro de cada um e a força para continuar vem com as “Medalhas da Vida” e não com as medalhas do Homem.

4240303-family

O que seriam as Medalhas da Vida?

Nada mais que gratidão humilde de um cidadão, o aperto de mão sincero de um servidor, que contemplando firme em nossos olhos atesta a confiança no trabalho realizado, as vidas que foram salvas e o acidente que não aconteceu com seus funcionários, por causa da excelência de sua gestão.

As medalhas da vida chegam para quem fez o que devia, nunca se omitiu e jamais perdeu a oportunidade de contribuir com o aprimoramento contínuo de sua Instituição. Tais comendas afloram no peito dos que têm a coragem para o contraditório construtivo, fazendo o certo quando ninguém mais faz, ou que prioriza o coletivo em detrimento do individual.

São distinções oferecidas a uma consciência que repousa tranquila no divã do dever cumprido ou se apresenta como uma condecoração oferecida pelo olhar orgulhoso da família, que só o bom gestor pode receber com honra.

As medalhas da vida vêm para quem merece e são usadas no peito, assim como as medalhas do Homem, só que há uma diferença.

As medalhas da vida a gente usa do lado dentro do peito, ninguém vê, mas todos sabem distinguir quem pode ou não ostenta-las.

Bons voos, com boa gestão!

2 COMENTÁRIOS

  1. Penso que tais medalhas só vem quando vivemos intensamente, com qualidade seguindo o conselho de Paulo aos Colossenses 3.23: “E tudo quanto fizerdes, fazê-lo de todo coração, como ao Senhor, e não aos homens.”.
    Paradoxalmente, Mario S. Cortella expõe em suas meditações aqueles que querem “viver de forma medíocre”, na média contudo, desejam ser tratados diferenciadamente.
    Quem está disposto a pagar o “preço das medalhas?”
    Terá de aceitar os encargos dessa máxima que, de forma esplêndida, Hill Cosby resumiu assim:
    “Eu não sei qual o segredo do sucesso, mas o segredo do fracasso é tentar agradar todo mundo.”

  2. Aproveito a oportunidade para dedicar esse artigo a todos que trabalham na defesa da vida, da Sociedade e do interesse público. Todos são gestores na esfera de suas atribuições e como tais, enfrentam, com honra, o dia a dia.
    Em especial aos amigos do Grupamento Aéreo da PM de Minas Gerais, que completam trinta anos de serviços prestados com excelência e qualidade, sinto grande orgulho do sucesso de vocês! Parabéns!

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários