GRAer/BA socorre 10 vítimas em tragédia em Itaparica

Anúncio

No final da manhã de sábado, 15/10, trinta pessoas, entre adultos e crianças, ficaram feridas após um súbito acidente em uma festividade na localidade de Gameleira, na Ilha de Itaparica.

As vítimas foram socorridas para as unidades regionais de saúde (Hospital Geral de Itaparica – HGI e Unidade de Pronto-Atendimento – UPA de Mar Grande), sendo que as 10 (dez) em estado mais grave foram transferidas para o Hospital do Subúrbio e para o Hospital Geral do Estado em Salvador, a bordo do helicóptero Guardião 05, da Polícia Militar da Bahia (PMBA).

Tendo sido uma ocorrência com múltiplas vítimas, o GRAER, para efetivo gerenciamento, colocou no interior do HGI o Sgt PM Jurandy, Tripulante Operacional, que junto à equipe médica, selecionava as vítimas em estado mais grave, o que otimizou a operação aeromédica.

Com o emprego do helicóptero, cada translado dos feridos da Ilha de Itaparica para a capital baiana durou em média 7 (sete) minutos. A rapidez se mostrou relevante para o êxito dos salvamentos. As vítimas direcionadas ao Hospital Geral do Estado (HGE) foram deixadas na zona de pouso de helicóptero (ZPH) do Instituto Médico-Legal Nina Rodrigues para a realização do intermodal com a ambulância do Corpo de Bombeiros da PMBA, que as conduzia até o HGE.

Nos translados estava a bordo um profissional de saúde monitorando as vítimas. O Dr Sérgio Abreu, médico da SESAB, lotado no GRAER, supervisionou in loco toda a operação da parte médica.

Foram socorridos, Alana Santos dos Santos, 10 anos; Wendel do Amor Divino Ramalho, 6 anos; Roberto Santos Macedo, 4 anos; Vinicius Eduardo dos Santos Dira, 6 anos; Lucas Santos Assis, 10 anos; Marinez Bezerra Gomes, 49 anos; Edimara Santos Felipe, 20 anos; Taiane Correia Santos, 4 anos; Taiana Conceição Leôncio, 19 anos e Daiane Conceição do Amor Divino. Com diagnóstico de grave hemorragia interna, mãe e filha foram socorridas juntas do HGI para o Hospital do Subúrbio.

Completando cinco anos de operação em dezembro vindouro, a história do GRAER fica marcada por este episódio, por ser o de maior número de vítimas socorridas, oriundas da mesma ocorrência, além de materializar a importância do investimento do Estado da Bahia na aviação de segurança pública em prol do cidadão, representada pelo Grupamento Aéreo da PM.

Todas as vítimas removidas para Salvador foram submetidas à intervenção cirúrgica nos hospitais da capital, restando uma criança com perna amputada, outra em estado gravíssimo na UTI do HGE e as demais estabilizadas apesar de inspirar cuidados.

Somente nesta ocorrência foram aproximadamente 9 horas de emprego do GRAER. A operação teve início às 11:08h e só foi encerrada às 20:06h. Integraram a tripulação do Guardião 05 o Maj PM Renato, Comandante de Aeronave, Cap PM Augusto, 2º Piloto e Oficial de Operações Aéreas, os Sgt PM Jurandy e Agnaldo, Tripulantes Operacionais e o Dr Sérgio Abreu.

Confira as fotos do socorro:


Texto: Comunicação Social GRAer/BA.

Fotos: Divulgação.

3 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns aos nobres amigos do GRAER/PMBA pelo excepcional trabalho realizado! 09 horas empenhados na mesma ocorrência deve ter sido extremamente desgastante, mas, com certeza, a sensação de dever cumprido e a satisfação de ter resgatado essas 10 vidas, deve ter eliminado qualquer tipo de cansaço. Parabéns! Sucesso!!!

    CAP PMBA AGNO

  2. Temos orgulho no nosso GRAER BA, com profissionais competentes e focados na missão,cada um dando o seu melhor.Parabens ao quadro efetivos do GRAER -BA.Principalmente como seres humanos, esse fator, faz a diferença.

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários