Resgate aéreo de peixe-boi mobiliza Policiamento Ambiental e GRAer/AM

Anúncio

A equipe de serviço do Grupamento de Radiopatrulhamento Aéreo – GRAer foi acionada na tarde de sábado, 13 de novembro de 2010, às 13h00 para mais uma ocorrência de resgate, mas desta vez a ocorrência não seria tão convencional.

A equipe decolou da base, por volta das 13h08, com destino ao Município de Beruri, distante 95 milhas náuticas da cidade de Manaus (cerca de 200km em linha reta), município localizado a beira do Rio Purus, que também foi bastante castigado com a vazante da bacia amazônica e que está sofrendo com a dificuldade de transporte fluvial.

Como as lanchas do Policiamento Ambiental não chegariam até o município e a viagem de barco demoraria mais de 24 horas, o Batalhão de Policiamento Ambiental requisitou o apoio do helicóptero para que pudesse ser conduzido a Manaus um filhote de peixe-boi que havia sido salvo das mãos de pescadores locais.

O animal, por ter ficado bastante tempo amarrado em cativeiro, apresentava sérios ferimentos em sua nadadeira e um quadro ruim de saúde. Após forte pressão dos cidadãos de Beruri, as autoridades municipais resolveram tomar providências no sentido de conduzir o filhote de peixe-boi resgatado até o Instituto Nacional de Pesquisas do Amazonas – INPA, onde receberia os cuidados necessários e participaria do Projeto Peixe-boi da Amazônia onde seria acolhido e medicado até atingir a fase adulta.

Para isso fizeram contato com a Polícia Militar e solicitaram que o Comando de Policiamento Ambiental pudesse viabilizar o traslado do animal. Então rapidamente foi planejada uma operação para que o animal pudesse ser conduzido a Manaus.

A equipe de serviço do GRAer juntamente com policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental foram até o município em epígrafe e realizaram o resgate do animal conduzindo-o até Manaus. O Cb PM Mário Paiva (Btl de Policiamento Ambiental) que acompanhou o vôo, bem como os tripulantes operacionais do GRAer (St PM Gredson e Sd PM C. Mendonça) responsabilizaram-se pelo conforto e manutenção da hidratação do animal quando em vôo, haja vista a duração de 50 minutos do mesmo.

Ao chegarem de volta ao aeródromo de Flores a viatura 1826 do Batalhão Ambiental já estava aguardando com a logística pronta para receber o filhote de peixe-boi e conduzi-lo até o INPA.

Confira as fotos da operação

“NO AR PARA PROTEGER E SALVAR!”


Fonte: GRAer/AM e ACrítica.


2 COMENTÁRIOS

  1. Parabens aos companheiros do Amazonas que juntamente com a equipe da Força Nacional de Segurança Pública vem desenvolvendo um excelente trabalho.

    “NO AR PARA PROTEGER E SALVAR”

    Ten Romualdo – PMRN
    Diretor do CEIOPAER/RN

  2. Inusitada e heróica essa ocorrência protagonizada pelos amigos do GRAer/AM e Força Nacional de Segurança Pública.

    Parabéns a todos os envolvidos nessa nobre missão.

    Bons voos!!

    MAJ PMERJ Rodrigo Duton – PCH
    AEAP/DFNSP/SENASP/MJ

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários