CAP PM Bolentini após longa preparação é declarado Comandante de Helicóptero Policial

Distrito Federal – Na tarde do dia 10/04/17, o Cap PM Gustavo Bolentini de Araújo Machado da Polícia Militar de Tocantins foi declarado “Comandante de Helicóptero Policial”. O evento ocorreu no Batalhão de Aviação Operacional da Polícia Militar do Distrito Federal (BAVOP/PMDF), onde o oficial realizava sua ascensão técnica. Bolentini foi submetido a um “Conselho de Voo Aeropolicial” composto por pilotos experientes daquela unidade, que instruíram e avaliaram o oficial.

CAP PM Bolentini após longa preparação é declarado Comandante de Helicóptero Policial
CAP PM Bolentini após longa preparação é declarado Comandante de Helicóptero Policial

Para ser aprovado no Conselho de Voo, o então co-piloto foi submetido a um Plano de Instrução Técnica, com várias atividades práticas pertinentes ao voo de segurança pública, onde atuou como comandante do helicóptero em situações como: aeronave em pane (hidráulica, auto-rotação, no rotor de cauda, etc), embarque e desembarque de tropa em voo pairado, carga externa (mcguire) e na realização de tiro embarcado com tripulantes operacionais, dentre outras.

O CAP Bolentini iniciou sua formação em 2009, quando realizou os cursos teóricos de piloto privado e comercial no Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar do Rio de Janeiro (GAM/PMERJ). Concluiu o Curso prático de Piloto Comercial em 2011, passando a realizar estágio operacional e administrativo no próprio BAVOP/PMDF até 2013.

O tempo necessário para a formação de um Comandante de aeronave de segurança pública gira em torno de 5 (cinco) anos, desde que a proficiência seja mantida ininterrupta.

Para que o servidor seja Comandante de helicóptero de segurança pública deve atender alguns requisitos, como, por exemplo, ter no mínimo 500 (quinhentas) horas de voo, possuir treinamento de manobras e procedimentos de emergência, conhecimentos de segurança operacional, estar apto no plano de instrução técnica e finalmente ser aprovado pelos componentes do Conselho de Voo.

O CAP Bolentini retorna a Polícia Militar de Tocantins com experiência operacional e também administrativa, após conhecer as dinâmicas das seções do BAVOP e assumir a de Segurança Operacional da unidade. O Oficial também foi capacitado como Instrutor de Voo de helicóptero, estando habilitado junto á ANAC.

O Batalhão de Aviação Operacional da Polícia Militar do Distrito Federal (BAVOP/PMDF), criado em 1996, conta atualmente com 04 (quatro) helicópteros e 01 (um) avião e foi a unidade escolhida pelo oficial tocantinense para realizar sua formação. A expertise dos homens e mulheres que compõem essa unidade foi fundamental para sua conquista.

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários