ABM, DECEA e Prefeitura de São Paulo iniciam estudo para criar primeira área pública para voo recreativo de drones

São Paulo – Em reunião ocorrida na terça-feira (05) na sede da Secretaria Municipal de Segurança Urbana, a Associação Brasileira de Multirrotores (ABM), o DECEA e a Prefeitura de São Paulo iniciaram estudos para a criação da primeira área pública do Brasil especialmente designada pelas autoridades para o voo recreativo de drones.

Cel PM Peixoto, Cel PM José Roberto, Kodama e Ten Cel Av Vargas. Foto: ABM.
Cel PM Peixoto (Dronepol), Cel PM José Roberto (Secretário), Lincoln Kadota da ABM e Ten Cel Av Vargas do DECEA. Foto: ABM.

A ideia é oficializar a Praça Charles Miller, situada em frente ao Pacaembu e tradicionalmente usada como ponto de encontro de pilotos remotos, como área adequada para a prática, tudo dentro do que prevê a AIC-N 17 do DECEA. A ação faz parte da campanha Drone Consciente, liderada pelo DECEA.

“Com a definição da área pela Prefeitura de São Paulo, os pilotos poderão voar com segurança e de forma regular, desde que as operações aconteçam dentro dos parâmetros que serão definidos para o local”, explica o Ten Cel Jorge Vargas Rainho, representante do DECEA no encontro.

O Secretário José Roberto Rodrigues de Oliveira apoiou a ideia trazida pela ABM e disse que irá começar os trâmites necessários para a realização do projeto. “Precisamos apoiar o voo seguro e dentro das regras”, disse o secretário no encontro. “Queremos tornar isso realidade o mais rapidamente possível”, complementou.

O representante regional da ABM em SP, Lincoln Kadota, esteve presente na reunião pela entidade. Também participou do encontro o Cel PM Rogério Peixoto, coordenador do Programa Dronepol da Prefeitura de São Paulo.

Saiba mais: Associação Brasileira de Multirrotores (ABM)

Voe consciente e respeite as normas!

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários