Equipe do GRAer/PR que atuou na tragédia do Rio de Janeiro retorna ao Paraná

Anúncio

A equipe do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Paraná enviada pelo governador do Estado para ajudar nas buscas e salvamentos no Rio de Janeiro (RJ) apresentou, nesta quinta-feira (27), balanço de sua atuação. “O grupo paranaense salvou pessoas em locais em que só era possível chegar de helicóptero”, informou o comandante do grupamento e piloto da aeronave tenente-coronel Orlando Artur da Costa.

Equipe que atuou na tragédia do Rio de Janeiro voltam ao Paraná. Na foto, E/D: Tenente Coronel Orlando Artur da Costa, Capitão Sergio Eduardo Placido, Sargento Giovani Cupka e Sargente João Roberto Cancio. Curitiba - 27/01/2011. Foto: Osvaldo Ribeiro/SECS

 

O grupo resgatou 18 vítimas, três corpos, localizou seis famílias isoladas, transportou 1,5 tonelada de alimentos, além de policiais, bombeiros militares e cães de busca para a realização dos serviços. “Levamos equipamentos necessários como cabos e redes de salvamento, macas, kits de socorros, além do pessoal especializado, pois em alguns locais só era possível fazer o trabalho com rapel”, disse.

Depois de dez dias de trabalho, em que foram resgatados sobreviventes e famílias isoladas, a tripulação concluiu sua participação e retornou ao Paraná. “Paulatinamente as coisas foram colocadas em ordem e, passada a fase emergencial de ajuda médica e salvamento, retornamos. Agora a região está em um momento de reestruturação, não mais de socorro”.

Tenente Coronel Orlando Artur da costa. Curitiba-27-01-2011. Foto: Osvaldo Ribeiro/Secs.

 

EXPERIÊNCIA – De acordo com o comandante do grupamento, o mais surpreendente nesta operação foi a extensão territorial da catástrofe e a destruição que ela causou, atingindo pessoas de todas as classes sociais. “Também surpreendeu a capacidade de gerenciamento de eventos como este da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro”.

O co-piloto capitão Sérgio Eduardo Plácido lembrou que este tipo de atividade já aconteceu em 2008, em Santa Catarina, mas a proporção daquele evento forneceu experiências para ações futuras. “Nas condições climáticas encontradas lá, com chuva, a visão fica prejudicada, então além do trabalho precisávamos cuidar de nós mesmos, mas felizmente deu tudo certo no final”, relatou o capitão.

Os cinco integrantes do grupo seguiram com a aeronave para a região serrana do Rio de Janeiro no dia 15 de janeiro para prestar socorro a vítimas isoladas. A equipe realizou também o transporte de alimentos, medicamentos, bombeiros e pessoas enfermas.

EQUIPE – A equipe enviada ao Rio de Janeiro é formada por policiais e bombeiros militares e mais um mecânico. “O grupo foi composto desta forma para que fosse autossuficiente”, explica o tenente-coronel Artur. O helicóptero, adquirido em 2009 pelo governo do estado, tem autonomia para três horas e meia de vôo e capacidade para seis pessoas, além dos equipamentos.

Confira mais fotos da equipe e da operação:

 

PARABÉNS AO GRAer DO PARANÁ

 


Fonte: Agência de Notícias do Paraná e PMPR.

Fotos: Osvaldo Ribeiro/SECS e GRAer/PR.


6 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns aos amigos paranaenses pela missão executada em apoio ao Rio de Janeiro. “Viveres”!!!! EDUPÉRCIO PRATTS – Ten Cel BM Cmt BOA/CBMSC

  2. Agradeço a equipe do GRAer/PR pelo valioso apoio e pronta resposta a solicitacao de ajuda no Rio de Janeiro.

    Assim que telefonamos para o TC Arthur, ele prontamente colocou sua equipe e seu maior helicoptero a disposição da FORCA NACIONAL para operar no RJ.

    Fica aqui o registro de que o sucesso dessa Missao nasceu da gigantesca solidariedade dos órgãos aéreos de Seguranca Publica e Defesa Civil que, assim como o GRAer/PR, apoiaram ou mantiveram-se prontos para apoiar a Operacao Redentor II desencadeada pela FORCA NACIONAL no RJ.

    Um forte abraço para o amigo TC Arthur e toda a sua equipe!!

    Muito sucesso e bons Voos!

    Cmte Rodrigo Duton – MAJ PMERJ / FN
    AEAP/DFNSP/SENASP/MJ

  3. Parabéns ao Graer-PR e à equipe do TC Arthur pelo excelente serviço prestado às vítimas dos deslizamentos da Região Serrana do Rio de Janeiro. Graças ao Conselho Nacional de Aviação de Segurança Pública e à integração entre as Unidades Aéreas do Brasil, hoje se permite a monilização de aeronaves e tripulações para o socorro em eventos deste porte. Que venha a Copa do Mundo, do ponto de vista da Aviação de Segurança Pública, estamos prontos para o apoio ao evento. Foi também um sucesso a operação do EC 130 B4, primeira aeronave deste modelo, em Segurança Pública, que se destacou no Rio de Janeiro, palavras da equipe que coordenou o emprego de aeronaves da Força Nacional.

    TC Gonçalves
    2011-2012
    CONAV-SENASP

  4. Parabéns ao Ten Cel Arthur e à sua equipe, bem como ao GRAER do Paraná, que já resurge experiente e bem estruturada, a ponto de executar mais uma missão com excelência.
    É o reconhecimento dos amigos da 2ª Companhia do BAPM SC.
    Cap Machado
    Sub Cmt

    “VÍVERES”!!!!!!!!!!!!!!!

  5. MEUS MAIS SINCEROS PARABENS A ESTA EQUIPE!

    SINTO MUITO ORGULHO DE FAZER PARTE DA GLORIOSA PMPR, E O GRAER SÓ VEIO SOMAR VITÓRIAS AO NOSSO ESTADO E A NOSSA POPULAÇÃO.

    SINTO-ME PARTE INTEGRANTE DESSA EQUIPE, NÃO DE LOTAÇÃO, MAS DE ESPÍRITO.

    ABRAÇO A TODOS.

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários