GTA destrói 85 mil pés de maconha no Maranhão

Anúncio

Aproximadamente 85 mil pés de maconha foram destruídos pelos policiais do Grupo Tático Aéreo (GTA), numa operação desencadeada, neste sábado (27), no município de Rosário, na região do Munin.

O trabalho foi coordenado pelo secretário Adjunto de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), Aluísio Mendes. Aluísio explicou que a região é tradicionalmente conhecida como grande produtora de maconha sendo constantemente monitorada em operações de rotina do GTA. Na área foram identificados um total de oito roças cultivadas e canteiros de mudas prontas para plantio.

“Observamos que o trabalho desenvolvido aqui é de criminosos experientes com uma estrutura bem montada, uso de defensivos agrícolas, adubos, sementes e irrigação. Pelos indícios encontrados no local, esse é um plantio que já funciona há mais de um ano devendo estar na terceira ou quarta colheita”, explica Mendes.

A operação contou com 20 policiais, dois helicópteros, três viaturas e um caminhão responsável pelo abastecimento das aeronaves. Após cortar todos os pés de maconha, a droga foi colocada numa fogueira para ser incinerada junto com objetos encontrados no local.

Foram encontrado também um saco com a maconha que já havia sido colhida, sementes e uma trouxa com pés de maconha, material que será encaminhado para a Delegacia Regional de Rosário que ficará responsável pela abertura de inquérito para investigar os responsáveis pela área. “O proprietário deverá ser indiciado pelo crime e a área deverá ser desapropriada para fins da reforma agrária”, explicou Aluísio.

Um fato que chamou a atenção dos policiais é a localização das roças de maconha, apenas três quilômetros da MA-402, estrada que liga Rosário ao município de Barreirinhas. “É uma plantação atípica, geralmente os criminosos escolhem áreas de difícil acesso por terra, longe dos centros urbanos”, informou Aluísio Mendes.

Segundo Aluísio Mendes, o trabalho de combate e erradicação ao plantio de maconha vai continuar sendo desenvolvido no Maranhão, estado que se tornou produtor da droga após o combate desenvolvido na região do “polígono da maconha”, no estado de Pernambuco. “Os criminosos elegeram o Maranhão pelas condições propícias, muita terra, áreas de difícil acesso e água em abundância”, destacou. O secretário de Segurança Pública, Raimundo Cutrim, revelou que será intensificado o combate à produção e tráfico da maconha no estado. “O GTA tem um trabalho de rotina nesse sentido que será intensificado nos próximos 60 dias”, anunciou. Ele explicou que a ação vai acontecer nas áreas tradicionalmente conhecidas como produtoras da maconha – incluídas as áreas indígenas. Outras localidades também foram incluídas no trabalho de investigação a ser desenvolvido nos próximos meses.


Fonte : Agência de Notícias do Maranhão

Retortagem : Imirante.com

Fotos : Handson Chagas/Secom


2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários