Operação aeromédica e sistema nacional de transplante foram temas de seminário durante a LABACE

São Paulo – No dia 17 de agosto aconteceu durante a LABACE 2017 seminário sobre Transporte Aeromédico e Transporte de Órgãos. A feira aconteceu entre os dias 15 e 17 de agosto no Aeroporto de Congonhas, zona sul de São Paulo.

A primeira palestra foi apresentada pelo Tenente Coronel BM Flavio da Costa Portela, Comandante do Grupamento de Aviação Operacional (GAvOp) do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal e pelo Maj BM Nathan Miward de Azevedo, médico do GAvOp. O tema abordado foi “Operações Aeromédicas do CBMDF”.

Tenente Coronel BM Flavio da Costa Portela, Comandante do Grupamento de Aviação Operacional (GAvOp) do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal
Tenente Coronel BM Flavio da Costa Portela, Comandante do Grupamento de Aviação Operacional (GAvOp) do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal.

Portela abordou aspectos das operações realizadas durante o dia e também no período noturno. Cerca de 20% das ocorrências aeromédicas atendidas pelo GAvOp acontecem à noite. Nathan falou, dentre outras coisas, sobre o suporte avançado à vida.

Durante a apresentação enfatizaram a necessidade de treinamento da equipe médica. Já realizaram dois cursos, formando 40 profissionais, entre médicos e enfermeiros. Além disso frisaram a importância das reuniões científicas mensais e discussões de casos médicos.

Das ocorrências atendidas nos últimos 8 anos, o GAvOP possui uma média de 32,1 % de reversões de parada cardiorrespiratória.

Maj BM Nathan Miward de Azevedo, médico do GAvOp.
Maj BM Nathan Miward de Azevedo, médico do GAvOp.

A segunda palestra foi apresentada pela Dra. Rosana Reis Nothen, Coordenadora Geral do Sistema Nacional de Transplantes. Rosana falou sobre o sistema nacional de transplantes e apresentou brevemente sua estrutura. Existem hoje 27 centrais de notificação, 506 centros de transplantes, 1.265 equipes de transplantes e 62 organizações de procura de órgãos.

Em números absolutos, o Brasil é o 2º colocado mundial em transplantes renais. Em 2016, o Brasil possuía 2.981 doadores efetivos e 10.158 potenciais doadores. Atualmente estão trabalhando no desenvolvimento de sistema que realizará o georreferenciamento dos doadores. Isso deverá reduzir custos operacionais e agilizar o atendimento.

Dra. Rosana Reis Nothen, Coordenadora Geral do Sistema Nacional de Transplantes.
Dra. Rosana Reis Nothen, Coordenadora Geral do Sistema Nacional de Transplantes.

Os valores de financiamento federal para o serviço é de R$ 2 Bilhões, oriundos de impostos e contribuições destinados ao Fundo Nacional de Saúde. Um fator importante para o funcionamento do sistema e redução de custos são os acordos de cooperação técnica com as empresas aéreas de transporte regular. Essas empresas transportam equipes e órgãos sem qualquer custo para o sistema.

Finalizada essa etapa do evento, aconteceu um debate com a participação do Maj PM Médico Ademir Euzébio Corrêa e da Cap PM Médica Fabiana Ajjar, ambos do Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Policia Militar de São Paulo, e Patrícia Freire, coordenadora substituta do Sistema Nacional de Transplante. O médico do GRAU Ricardo Galesso Cardoso foi o mediador do debate.

Maj PM Ademir e da Cap PM Médica Fabiana Ajjar, ambos do GRPAe da PMESP, Patrícia Freire, coordenadora substituta do Sistema Nacional de Transplante e o médico do GRAU Ricardo Galesso.
Maj PM Ademir e da Cap PM Médica Fabiana Ajjar, ambos do GRPAe da PMESP, Patrícia Freire, coordenadora substituta do Sistema Nacional de Transplante e o médico do GRAU Ricardo Galesso.

A última palestra do seminário foi apresentada por Antônio Savio, gerente de operações da empresa Líder Aviação. Sua apresentação tratou da segurança operacional em missões críticas – Resgate Aeromédico.

O seminário, hoje em sua segunda edição, surgiu da iniciativa da comissão de transporte aeromédico da ABAG, criada para desenvolver o segmento dentro da aviação geral.

Fotos: Eduardo A. Beni.

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários