Quando as aeronaves teleguiadas substituirão os pilotos de helicóptero da polícia? PARTE I

Anúncio
  • As aeronaves teleguiadas estão em todo lugar e parecem ser acessíveis, não é mesmo?
  • Quando elas substituirão as tripulações dos helicópteros da polícia nas cidades americanas e europeias?

Assim como os pilotos de helicóptero em todo lugar, tenho observado de longe e silenciosamente as indústrias das aeronaves teleguiadas e dos Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs) explodirem de forma absoluta nos últimos cinco, oito anos. Parece que há uma nova aeronave teleguiada ou um novo VANT sendo liberado em algum lugar quase todo dia com conjuntos únicos de recursos que os fazem superiores aos seus concorrentes.

Leia também:

Cidadãos de toda parte estão descontentes com a proliferação das aeronaves teleguiadas e têm manifestado uma sensação de intrusão à liberdade pessoal. Já outros acreditam que os pilotos de helicóptero serão um dia substituídos pelas aeronaves teleguiadas. Parece haver uma crença oculta que, ao invés de helicópteros da polícia tripulados rondando os céus sobre as cidades; haverá somente aeronaves teleguiadas ou não tripuladas.

Teleg
Este VANT foi desenvolvido para uso científico pela Barnard Microsystems Limited, no Reino Unido.

Muitos departamentos locais de xerifes ou da polícia estão garantindo os seus próprios VANTs e as suas aeronaves teleguiadas. Em outubro de 2011, o Departamento do Xerife do Condado de Montgomery, localizado ao norte de Houston, no Texas, comprou o seu próprio helicóptero não tripulado MK-II ShadowHawk da empresa Vanguard Defense Industries por cerca de US$ 220,000.

Ao contrário de outras aeronaves teleguiadas que são operadas com baterias menores, o helicóptero do Condado de Montgomery tem cerca de 6’ de envergadura de asa, pesa 13kg e funciona com  combustível de jato.

Até na minha própria unidade aérea, eu ouvi, por acaso, dois dos membros mais jovens discutindo recentemente se chegariam a ser substituídos por aeronaves teleguiadas.

Mesmo que nenhum de nós possa prever completamente o que será da tripulação dos helicópteros nos próximos 30-40 anos, acredito que podemos fazer algumas suposições abalizadas com base nos fatos disponíveis.

Em todo caso, este artigo reflete a minha opinião sobre as aeronaves teleguiadas e sobre a substituição das tripulações e dos pilotos de helicóptero nos anos que estão por vir.

Este é um assunto vasto com muitos subtópicos; portanto, não tentarei cobrir todos os seus pormenores neste artigo.

Para que comecemos uma conversa sobre as aeronaves teleguiadas substituindo as tripulações dos helicópteros de aviação policial, é preciso realmente tentar compartimentar a discussão.

O mercado das aeronaves teleguiadas tem representado de tudo atualmente, desde os pequeninos nanorobôs ao mais novo helicóptero MQ-8C Fire Scout, desenvolvido para missões de reconhecimento, com a fuselagem do Bell 407, até o pesado e autônomo helicóptero Kaman K-Max/Lockheed Martin, atualmente operado pelo Corpo de Fuzileiros Navais (apenas dois foram construídos e um já caiu).

teleg2
Estima-se que o preço da unidade do novo MQ-8C Fire Scout seja de US$ 18,2 milhões.

Então, por onde começar a discussão sobre aeronaves teleguiadas vs. verdadeiros helicópteros tripulados? Será que comparamos as aeronaves teleguiadas com os helicópteros de aviação policial de mesmo tamanho? Ou comparamos os recursos das aeronaves teleguiadas com os recursos dos helicópteros tripulados?

Precisamos ter um ponto de partida. Por meio da leitura, pesquisa, experiência na área de aviação e de uma pequena parcela de inteligência encontrei três pontos ou perguntas básicas que, acredito, aplicam-se com proeminência à discussão. Mais uma vez, a pergunta é: as aeronaves teleguiadas substituirão as tripulações dos helicópteros da polícia?

1) Para começar, qual é a finalidade de substituir pilotos verdadeiros por aeronaves teleguiadas sem pilotos? Há mesmo a necessidade de substituir as tripulações humanas dos helicópteros da polícia?

2) Em segundo lugar, vale a pena, financeiramente falando, substituir os verdadeiros pilotos pelas aeronaves teleguiadas sem pilotos? Muitas pessoas acreditam que sim, mas elas podem surpreender-se.

3) E por fim, mesmo que a Administração Federal de Aviação (FAA) tenha recebido ordens do congresso para integrar as aeronaves teleguiadas ao Espaço Aéreo dos EUA até 2015, será que as aeronaves teleguiadas sem piloto serão permitidas a operar nas cidades americanas algum dia?

Mas, talvez a pergunta principal seja: poderia uma aeronave teleguiada com uma tripulação em terra sentada na estação de controle a quilômetros de distância ser tão eficiente quanto uma tripulação de helicóptero da polícia com dois seres humanos, dois cérebros e quatro olhos trabalhando juntos como uma equipe dentro do helicóptero?

Mesmo que esta seja a maior questão, não vou discutí-la neste artigo simplesmente porque não acredito que precisamos ir tão longe. Há uma tonelada de dados publicados que abordam diretamente os outros três pontos, que podemos usar para ajudar-nos a alcançar uma conclusão razoável.

Mas, só para responder à pergunta, não sei, de verdade, como há pessoas que argumentam que retirar a tripulação do helicóptero e colocá-la em terra em uma estação de controle a quilômetros de distância, com toda a sua informação visual vindo de uma única lente de câmera, poderia melhorar as missões de uma forma geral.

Vale lembrar que não falarei aqui sobre os Veículos Aéreos Não Tripulados (aeronaves teleguiadas) pequenos que os policiais ou os comandantes da equipe de Armas e Táticas Especiais (SWAT) podem tirar de seus porta-malas ou dos veículos de comando e usá-los, mantendo-os abaixo de 400’ acima do nível do solo, para observar, por exemplo, a residência de um suspeito ou até mesmo examinar uma pequena área com uma criança perdida. Para deixar claro, estou falando sobre a substituição completa das tripulações de helicóptero que operam praticamente em todas as grandes cidades americanas ou europeias.

Preciso dizer também que, a esta altura, não tenho interesses pessoais pela indústria das aeronaves teleguiadas ou dos VANT pequenos. Qualquer ferramenta que possa ajudar o policial a capturar um bandido ou a concluir a sua missão com segurança ou a encontrar uma criança desaparecida é válida para mim.

Qual é a verdadeira finalidade de substituir os pilotos por aeronaves teleguiadas sem piloto?

Superficialmente, parece que há apenas duas razões verdadeiras para substituir os pilotos pelas aeronaves teleguiadas sem piloto. A primeira e mais notável é tirar o piloto das situações de combate hostis. Não há dúvida de que muitos pilotos já foram salvos desde que as aeronaves teleguiadas partiram para os céus do Iraque e Afeganistão no ano de 2000 (operadas primeiramente pela Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos – CIA).

A segunda razão para substituir uma aeronave tripulada por uma aeronave teleguiada é que o período de tempo que uma aeronave teleguiada consegue ficar no ar limita-se ao combustível e não às necessidades humanas dos pilotos. Isto significa manter os olhos no céu, lá em cima, por volta de 14 ou 20 horas dependendo da aeronave teleguiada.

As tripulações e os pilotos de helicóptero da polícia que operam nas cidades americanas estão trabalhando em situações de combate hostis? Na sua maioria, não, não estão. Embora um helicóptero da polícia já tenha sido derrubado durante um tiroteio, nós não estamos perdendo helicópteros por conta de Granadas Lançadas por Foguete (RPG), pelo menos não na última vez que verifiquei. Não há grande necessidade de substituir as tripulações dos helicópteros da polícia por esse motivo.

Tudo bem, mas e quanto a sobrevoar uma cidade matando tempo? Do ponto de vista da aviação policial, consigo ver os benefícios de pairar sobre uma cidade com um poderoso Star SAFIRE Flir a 20,000’, por períodos de 15 ou 20 horas, pois quando um chamado prioritário chega você só precisa ampliar a imagem no endereço e logo começa a receber informações do desdobramento do crime em tempo real. Parece bem legal, não é? Exceto pelo fato de que há cidadãos realmente preocupados com as espiadas estilo Big Brother, que acompanham todos os seus movimentos – nada legal para eles.

Para responder esta questão temos que ir à questão número três. Será que a FAA permitirá as aeronaves teleguiadas não tripuladas operar nas cidades americanas algum dia? Acredito que até o fim do artigo você, assim como eu, concluirá que poucos condados e governos municipais verão a necessidade ou o custo-benefício de colocar uma aeronave teleguiada com câmera sobre as suas cidades por períodos de 15 ou 20 horas.

Apesar de parecer que já respondemos a pergunta sobre a necessidade de substituir os pilotos dos helicópteros da polícia por aeronaves teleguiadas, as duas próximas áreas são as que abrirão os olhos verdadeiramente, acredito eu.

Leia também:

Fonte: Police Helicopter Pilot/ Reportagem: Darryl Kimball

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários