Saiba como escolher iluminação portátil confiável para aeródromos e helipontos

8 - Imagem1

FERNANDO CALHA
[email protected]

As companhias de helicópteros Offshore, de Evacuação Aeromédica e de Emergência, a Polícia, as Ambulâncias Aéreas e as Forças Militares, têm muitas vezes que operar em locais remotos de forma emergencial. A acessibilidade 24/7 de helipontos remotos ou improvisados é um dos principais requisitos para suportar a continuidade das operações.

Se você possui ou usa um heliporto para operações noturnas ocasionais, este artigo pode ser útil para você. Para as operações noturnas, o heliporto deve ser iluminado com um sistema de iluminação adequado que ofereça orientação visual e redundância suficientes. Os helipontos remotos geralmente são localizados em áreas onde a rede elétrica não é confiável ou não está disponível, portanto, a iluminação de heliporto portátil (bateria) é amplamente utilizada em vez de sistemas convencionais.

As operações de iluminação e manutenção do Heliponto exigem atenção reforçada, pois este sistema está fortemente relacionado à segurança do piloto.

Falando um sobre o modelo da Luminária SP-102

A empresa IBDTech fornece Iluminação terrestre Híbrida e Portátil, projetada e fabricada pela S4GA. Normalmente, fornecem luzes portáteis para HEMS (serviços médicos de emergência de helicópteros) e serviços de resgate, militares e policiais. Além disso, as luzes portáteis são usadas para uso temporário em pistas de pouso e taxiways em aeroportos.

budowa_sp-102

Essa empresa lançou no mercado uma nova unidade de iluminação portátil SP-102, como resposta aos requisitos do mercado. É uma unidade de iluminação relativamente simples, mas compatível com os requisitos de qualidade mais exigentes, especialmente da ICAO e FAA, pois possui grande faixa de visibilidade combinada com tempo operacional significativo.

Ao procurar alternativas para a Luminária SP-102, as pessoas geralmente encontram uma ampla gama de produtos, desde luzes projetadas para iluminar obras de construção até luzes convencionais complexas que requerem fornecimento de energia elétrica por rede de cabos.

Como resultado, a faixa de preços das luzes para Helipontos portáteis começa a partir de 50 USD e às vezes pode chegar até 3.000 USD por lâmpada. Essa mistura de opções pode ser confusa. Assim, é importante observar alguns pontos críticos que devem considerar ao escolher o sistema de iluminação portátil apropriado.

Conformidade com ICAO

7 - Imagem2

Há muitas luzes portáteis que podem ser encontradas no mercado. No entanto, a maioria delas não é compatível com os requisitos da aviação internacional. Isto aplica-se particularmente aos produtos de baixo custo. Aqui estamos falando sobre os ângulos de saída da luz e a cromaticidade da luz exigida pelo Anexo 14 da ICAO.

Alguns fabricantes usam LEDs sem qualquer óptica especial. Isso significa que quando você liga a luz, ela será emitida para cima. Como resultado, o alcance visual é significativamente limitado. Este efeito, também pode confundir o piloto.

A S4GA usa óticas especiais que permitem focar a luz no ângulo certo (relativamente à aproximação vertical do helicóptero), evitando assim criar confusão ao piloto.

Cromaticidade

6 - Imagem3

Outro aspecto importante é a cromaticidade, que significa a cor da luz emitida. A maioria das luzes portáteis estão usando LED – é essencial saber que o LED pode emitir diferentes tons de luz.

Os regulamentos de aviação exigem especificamente que a luz seja de cor exata. Por exemplo, o branco deve ser mais de cor amarelada, não azulada. Por quê? Para fornecer ao piloto uma orientação visual correta.

A cor errada pode ser enganosa – por exemplo: em determinadas luzes portáteis são utilizados LEDs azulados – isso significa que a luz branca pode aparecer como azul (a pista pode parecer uma via de Taxiway) das distâncias mais longas. O mesmo risco se aplica também a outras cores (as luzes vermelhas podem aparecer como âmbar).

A S4GA usa LED de uma cor específica (verde, vermelho, azul) acoplado com lentes claras para obter a saída de cor necessária. Alguns clientes perguntam por que não usamos LED branco com filtros de cores, como foi usado anteriormente com luzes halógenas. A razão é que é praticamente impossível alcançar as características de cor requeridas pela ICAO ou FAA em tal configuração.

Alcance de visibilidade de 10 km

5 - Imagem4

É necessário que as luzes aeronáuticas sejam visíveis a partir da grande distância. Quanto mais brilhante é a luz, mais fornecimento de energia requer e as baterias usadas para isso precisam ser maiores. Por outro lado, quando você implanta e remove as luzes do heliporto algumas vezes por semana, não deseja levantar unidades de iluminação pesadas com baterias grandes. É por isso que os fabricantes as tornam compactas, o que geralmente afeta a intensidade da luz, diminuindo o alcance visual.

Para resolver esse desafio, a S4GA usa óticas especiais que focam a saída de luz apenas dentro de certos ângulos, tornando-a mais e melhor visível.

As luzes SP-102 TLOF (verde) são relatadas (por pilotos de helicóptero) como sendo visíveis até 10 km de distância.

Opções de carregamento

A luminária portátil SP-102 funciona com uma bateria interna. Na maioria dos casos, as baterias são carregadas por estações de carregamento especiais. Poucos fabricantes oferecem iluminação portátil com energia solar. Mas é sempre melhor ter alternativas.

4 - Imagem5

Existem 3 maneiras de carregar a bateria:

  • via estação de carregamento
  • via cabo
  • Através do painel solar individual conectado separadamente a cada unidade de iluminação. Esta versão é a melhor escolha para helipontos e aeródromos localizados em regiões ensolaradas e áreas remotas com acesso limitado à rede elétrica.

Robustez do Material e Estanqueidade

Se você voa na Amazônia com alto nível de umidade ou pousa seu helicóptero em praias, perto da água salgada, certifique-se de que suas unidades de iluminação são feitas de materiais não corrosivos para que não tenha de substitui-las em poucos meses. A SP-102 usa corpo de alumínio não corrosivo e cúpula de policarbonato resistente a UV.

Outro indicador para o qual deve prestar atenção, é a classificação à prova d’água (nível de estanqueidade) da iluminação que você usa. Uma falha na estanqueidade inesperada durante um clima chuvoso, pode levar a consequências graves e mesmo fatais. O nível IP-65 é mais do que suficiente para tais condições climáticas, verifique-o em especificações técnicas.

Tempo de funcionamento no modo continuo / intermitente

Para tornar o produto mais atrativo e competitivo para o cliente – alguns fabricantes decidem fornecer autonomia de operação para o modo intermitente – modo não estável – porque, no modo de luz piscando, a bateria pode funcionar muito mais. Portanto, se você vir na especificação ‘”tempo de autonomia de operação 50 horas no modo piscando”, você deve entender que essas luzes podem operar apenas 15 a 30 horas em modo contínuo.

3 - Imagem6As SP-102 têm um tempo de operação diferente de acordo com a aplicação. Por exemplo, as luzes TLOF funcionam por até 36 horas em modo contínuo, enquanto que para as luzes de Taxiway, o tempo é de 105 horas (a saída de luz da pista de taxi é significativamente menor em comparação com a luz TLOF).

Apoio às operações de Visual & NVG

Às vezes, operadores fazem voos noturnos para áreas não divulgadas, para treinamento ou outros fins. Neste caso, eles precisam de um sistema de iluminação compatível com NVG. Alguns dos fabricantes oferecem iluminação portátil apenas visível com LED, ou somente NVG. Como resultado, você precisa comprar dois sistemas.

Se você precisar de luzes de heliponto portáteis que permitam ambos os tipos de operações, a unidade de iluminação SP-102 é o produto certo para escolher.

iluminacao2Cabeça óptica intercambiável

Normalmente, quando se compra luzes de balizamento de pista, as mesmas luzes não podem ser usadas para a taxiway. Por quê? Porque as luzes de taxiway exigem diferentes ópticas (tanto em termos de cores como de saída de luz).

A unidade SP-102 oferece permutabilidade óptica. Hoje, você pode usar a SP-102 como luz de pista temporária ou iluminação para heliponto e, amanhã, pode ser convertido para operar como uma marcação de obstrução. A cabeça óptica adequada teria que ser adicionalmente adquirida. O custo da cabeça óptica é inferior a 10% do preço da unidade.

Conclusão

Quer concorde ou não, o preço não pode ser um fator chave na escolha de iluminação portátil para pistas de Aeroportos ou Helipontos. É preciso primeiro pensar sobre a segurança das operações e na vida do piloto. Por essa razão é imperativo ser seletivo em sua escolha.

2 - Imagem7

Identificamos os aspectos mais importantes da iluminação portátil que conferem confiabilidade aos nossos produtos:

  • Cumprimento dos requisitos internacionais (ICAO e FAA)
  • Alcance da visibilidade
  • Tempo operacional
  • Qualidade dos materiais
  • Resistência a condições atmosféricas agressivas
  • Multifuncionalidade

Esperamos que este artigo o ajude a encontrar a iluminação portátil certa para seu heliponto ou aeródromo.

Para descobrir todas as características da SP-102 portátil, assista ao vídeo abaixo ou visite o site da IBDTech.

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários