NTSB divulga relatório preliminar de acidente com helicóptero aeromédico que vitimou a tripulação e a paciente

Estados Unidos – O National Transportation Safety Board (NTSB) divulgou suas descobertas iniciais sobre investigação de um acidente com um helicóptero aeromédico que matou quatro pessoas. O helicóptero EC145 da empresa Duke Life Flight caiu no dia 8 de setembro em um complexo de turbinas eólicas em Hertford, Carolina do Norte, no Condado de Perquimans.

O helicóptero duque caiu em um campo no condado de Perquimans perto de Belvidere. (Foto / AP)
O helicóptero aeromédico caiu em um campo no condado de Perquimans perto de Belvidere. (Foto / AP)

Mary Bartlett, a paciente que estava a bordo, morreu junto com o piloto Jeff Burke e as enfermeiras Crystal Sollinger e Kris Harrison. O relatório preliminar do NTSB disse que o helicóptero parou de transmitir dados cerca de nove minutos após a decolagem.

Nos EUA essa operação aeromédica segue as regras da Part 135: Air Taxi & Commuter do FAA.

O relatório preliminar do NTSB afirma

Foto: OuterBanksVoice.com
Foto: OuterBanksVoice.com

Várias testemunhas relataram que observavam fumaça atrás do helicóptero enquanto estava em voo. A fumaça foi descrita por algumas testemunhas como “pesada” ou “escura”, enquanto outros relataram a cor como “preto”, “azul escuro” ou “azul”. Uma testemunha informou que o helicóptero estava “pairando” e “não viajando para a frente” acima da fazenda de turbinas eólicas. Outra testemunha relatou ouvir um “barulho”, ela então observou o helicóptero virar à esquerda, depois à direita. Em seguida, desceu rapidamente com os rotores girando antes de perder de vista.

Os investigadores no local do acidente descobriram que a cabine ficou destruída e foi consumida parcialmente por um incêndio pós-colisão. Embora o calor tenha danificado o sistema de gravação de áudio e vídeo on-line do helicóptero, seu dispositivo de memória estava intacto e foi encaminhado ao laboratório do NTSB para perícia.

A inspeção mais recente de 30 horas do helicóptero foi realizada em 15 de agosto, com inspeções adicionais ocorrendo em 1º de setembro durante a manutenção agendada.

O helicóptero aeromédico caiu em um campo no condado de Perquimans perto de Belvidere. (Foto / AP)
O helicóptero aeromédico caiu em um campo no condado de Perquimans perto de Belvidere. (Foto / AP)

O helicóptero da Duke Life Flight

O Duke Life Flight opera dois helicópteros EC 145. Um está localizado no Centro Médico da Universidade de Duke (NC92). O outro está localizado no Johnston County Airport (JNX) em Smithfield, NC. A duas bases operam 24 horas por dia, 365 dias por ano.

O helicóptero EC 145 que se acidentou partiu do Sentara Albemarle Medical Center em Elizabeth City e estava levando a paciente para o Duke University Medical Center, quando caiu.

home-banner-1_0

Histórico de acidentes

O banco de dados do NTSB documenta sete acidentes anteriores desde 2010 envolvendo helicópteros EC145, anteriormente conhecido como MBB BK 117 C-2. Seis operações envolvendo ambulâncias aéreas. O sétimo, a única fatalidade, envolveu um helicóptero de resgate que perdeu um socorrista em uma queda.

Antes desse acidente, o mais recente dos acidentes envolvendo uma ambulância aérea EC145 ocorreu em janeiro em Sioux Falls, Dakota do Sul. Esse helicóptero sofreu um incêndio no motor. Seu piloto conseguiu pousar sem ferir as três pessoas a bordo. O NTSB ainda está investigando.

Três outros acidentes ocorreram quando uma carenagem que cobre o motor soltou-se em pleno voo e atingiu o rotor principal ou o rotor de cauda do helicóptero. Não ocorreram lesões nesses incidentes; na verdade, as pessoas a bordo de duas aeronaves só notaram a perda da parte depois que pousaram. O NTSB apontou erro de uma equipe de solo em um desses acidentes, e “inspeção inadequada de pré-vôo” dos pilotos nos outros dois.

Os acidentes remanescentes foram aparentes one-offs. Em um, o piloto de um helicóptero pertencente ao Pitt County Memorial Hospital sofreu um acidente vascular cerebral e perdeu o uso do braço direito. Uma enfermeira da tripulação o ajudou a trabalhar os comandos de voo para um pouso de emergência na base do Corpo de Marines de Cherry Point.

Na outra, um helicóptero aeromédico, com base na Pensilvânia, cortou o marcador de advertência de um guindaste de construção com seu rotor principal. O piloto, sabendo que as enfermeiras de voo estavam lutando para manter seu paciente vivo, fez uma aproximação direita para o heliponto do hospital, ao invés de circular pela área para procurar perigos. Mais uma vez, ninguém se feriu.

Deixe uma resposta

- Saiba o que é trollagem: Cuidado com os TROLLS !

- Política de moderação: Política de moderação de comentários: sua consciência

Os comentários não representam a opinião do Piloto Policial. Os comentários são de responsabilidade dos respectivos autores.

Comentários

comentários